Horário de Expediente: das 7:00h as 13:00h

História

No final do século XIX, toda influência na região de Aripuanã provinha dos Estados do Amazonas e Pará, por causa do intenso intercâmbio comercial. Somente a partir de 1908, com o início dos trabalhos de instalação das linhas telegráficas estratégicas, pela Comissão Rondon, a situação se alterou. 
De história e movimentação antiga, o termo Aripuanã é referência ao Rio Aripuanã, que margeia a cidade. No entanto, a primeira sede municipal, já com o nome de Aripuanã, foi erguida a cerca de duzentos quilômetros de distância da atual, às margens do Rio Roosevelt. 
Em 1932, foi criado o Distrito de Paz de Aripuanã, extinto seis anos depois. A grande distância da capital do Estado e a enorme dificuldade de acesso, prejudicou imensamente o seu desenvolvimento. 
No dia 31 de dezembro de 1943, o Decreto-Lei nº 545, criou o município de Aripuanã. A partir desta época os prefeitos eram nomeados e governavam o município a partir de um escritório montado na Travessa Dom Bosco, em Cuiabá. 
No ano 1966, o governador Pedro Pedrossian nomeou Amauri Furquim para prefeito, incumbindo-lhe de encontrar um novo e melhor local para se instalar a sede do município. Profundo conhecedor da região amazônica, Furquim situou a cidade na margem do verdadeiro Rio Aripuanã, termo que justificou o topônimo. A cidade localiza-se na altura dos saltos Dardanellos e Andorinhas, em local de extraordinária beleza natural.

Fontes: www.mteseusmunicipios.com.br - Por João Carlos Vicente Ferreira

Pesquisar Conteúdo